Melhores passeios em Cochabamba na Bolívia

Cochabamba é uma cidade boliviana marcada por clima agradável e arquitetura colonial, sendo considerada uma das mais bonitas do país. Um dos principais destaques são os enormes parques verdes e justamente por isso é muito procurada por turistas que querem relaxar e ter contato com a natureza.

A cidade foi fundada em 1542 e está localizada na rota mais direta entre Santa Cruz de la Sierra e La Paz a pouco mais de 2500 metros de altitude, sendo que esse trajeto dura cerca de 18 horas. Por isso, muitos aproveitam para parar por aqui e procurar os melhores passeios em Cochabamba na Bolívia.

Além disso, uma curiosidade interessante é que, muitos turistas que visitam La Paz param em Cochabamba para se acostumarem aos poucos com o soroche, que é causado pela altitude. No entanto, é importante deixar claro que, mesmo não sendo a cidade principal, Cochabamba tem uma vida noturna bastante agitada e diversas opções de lazer.

Então, se quiser saber mais, continue acompanhando o post de hoje e veja quais são os melhores passeios em Cochabamba.

Cerro Turani

A mais de 5 mil metros de altitude, o Cerro Turani com certeza é um passeio que merece ser feito em sua visita a Cochabamba, ainda que não esteja localizado na cidade em si. No topo existe um lago com diversas montanhas cobertas de neve ao redor, criando um visual único e totalmente diferenciado. Mas, lembre-se de levar consigo uma boa câmera fotográfica para não se arrepender depois.

Outro ponto importante que merece destaque é que você precisa estar bem acostumado com a altitude, assim como tomar as devidas precauções. Afinal, como você deve ter entendido, esse lugar é extremamente alto, sendo muito fácil passar mal devido a isso. O ideal, portanto, é contar com a ajuda de uma agência especializada, sendo que você pode encontrar várias no Vale de Cochabamba.

Plaza 14 de Septiembre

Além de conhecer os grandes pontos de Cochabamba, a cidade ainda guarda pequenas surpresas em seu território, lugares escondidos e que promovem certo encanto para sua viagem. A Plaza 14 de Septiembre, por exemplo, está localizada bem no coração da cidade, possuindo arquitetura colonial e atraindo o olhar de turistas interessados. Aqui, você pode aproveitar para observar a vida local, assim como os edifícios e espaços floridos. Além disso, graças às grandes árvores, é possível relaxar em uma sombra e ter momentos mais leves ao longo da viagem. Vale lembrar também que, a partir daqui você pode visitar outros pontos por perto, como a Catedral de Cochabamba, a famosa Fonte das Três Graças e a Coluna dos Heróis.

Confira nosso artigo completo sobre Cochamba.

Parque Nacional Toro-toro

Esse provavelmente é o Parque Nacional mais famoso da Bolívia, possuindo diversas trilhas com histórias incríveis. Além disso, abriga cavernas com pinturas rupestres, pegadas de dinossauros, cânions enormes e muito mais. Inclusive, além dos cânions e formas geológicas fora do comum, Toro-toro é ainda um dos sítios arqueológicos mais importantes da América, visto que como falamos, encontraram diversas pegadas e fósseis de dinossauros por ali.

Principalmente se você gosta de cenários exuberantes e fotos incríveis, esse é o lugar ideal. As cavernas são de diversos tamanhos, sendo que algumas podem render uma boa caminhada. A principal é a caverna Uma Jalanta, que possui aproximadamente 4,5 km de comprimento. Com tantas coisas para se fazer, uma boa dica então, é contratar um guia antecipadamente e optar pelo tour em grupo. Dessa forma, além de economizar ao dividir os custos, você garante que irá conhecer os melhores pontos do parque.

El Cristo de La Concordia – Cochabamba

Engana-se quem pensa que o Cristo Redentor do Rio de Janeiro é o maior da América do Sul. Quem realmente detém esse título é o Cristo de la Concordia, localizado em Cochabamba. Enquanto ele possui 34,2 metros de altura e 40 metros no total, contando com sua base, o do Rio possui 38 metros no total. Sendo assim, esse é um passeio que realmente vale a pena fazer em Cochabamba. A estátua foi inaugurada em 1994 e impressiona devido à cor extremamente branca, que se deve pela mistura de aço e cimento.

Para chegar até lá você pode subir os mais de 1200 degraus que separam a cidade da colina de San Pedro. Contudo, infelizmente alguns turistas preferem evitar esse caminho, visto que é uma área comum para roubos. Portanto, outra alternativa é pegar o teleférico, que funciona todos os dias e está localizado no lado leste da Avenida Heroinas.

Jardim Botânico

Bem próximo do Cristo de la Concórdia, a apenas 500 metros de distância, está o Jardim Botânico. Justamente por ser tão próximo da atração anterior, vale a pena fazer uma visita e conhecer o parque. Ele abriga diversas espécies de plantas e está sempre bem cuidado. Inclusive, existe ainda um jardim exclusivo para o cultivo de cactos, além de um galpão que simula o habitat de uma floresta tropical. Sua entrada é gratuita e com certeza você irá se surpreender com a beleza das espécies.

La Cancha de Cochabamba

La Cancha é um mercado gigante a céu aberto sendo considerado o maior mercado público da Bolívia (fora as ruas de La Paz), responsável por manter a economia local aquecida. Aqui, você vai encontrar diversas lojas com os mais variados estilos e nichos, atraindo muitos turistas que desejam fazer compras. São quadras e mais quadras de tendas onde você consegue encontrar de tudo um pouco, parecendo um verdadeiro labirinto. Além de frutas e verduras, também existem as barracas de cosméticos, especiarias, equipamentos eletrônicos e mais. Contudo, é importante ter cautela, principalmente com seus pertences, visto que como é sempre bastante movimentado e cheio, furtos podem ocorrer.

Depois de passear e comprar bastante por aqui, não deixe de conhecer o pequeno centro histórico, que está no entorno da Plaza Colón, com igrejas, museus e prédios preservados.

Sítio Arqueológico de Incallajta

A apenas duas horas de Cochabamba, está o Sítio Arqueológico de Incallajta, local onde estão os restos mortais incas mais importantes de toda a Bolívia. Localizada a quase 3 mil metros de altitude, essa cidade foi fundada pelo imperador Tupac Inca Yupan, que anteriormente era considerada uma fortaleza militar, centro cerimonial e político do país, datada no final do século XV.

Entre as ruínas encontra-se um relógio de sol, responsável por ajudar os Incas a observarem as estrelas e mudanças de estação. O edifício principal mede 78m por 25m e ainda que não esteja localizado na cidade de Cochabamba em si, com certeza é um passeio que vale a pena. Principalmente se você for amante de história, recomendamos contar com um guia local para não perder nada.

Los Portales

Construído no ano de 1925 por Simón Patiño, conhecido como o Rei do Estanho e um dos homens mais ricos do mundo na época, esse palacete está localizado nos arredores de Cochabamba. A edificação tem estilo europeu e uma decoração bastante luxuosa, mostrando que Patiño não aceitava de fato ser rico apenas nesse país. Inclusive, uma curiosidade interessante é que ele nunca nem mesmo chegou a habitar Los Portales, preferindo fixar-se na Europa. Além disso, ainda que Patiño tenha criado uma fundação filantrópica com seu nome, as condições de trabalho em suas minas de estanho eram muito ruins e perigosas, o que resultou na more de muitos mineiros.

Villa Tunari

Se você tem mais dias livres em sua viagem, esse passeio é bastante recomendado. A Villa Tunari é o lugar ideal para complementar sua viagem e viver algumas aventuras em meio a natureza. Portanto, alguns dos passeios pais indicados são o Parque Las Pozas Del Jochi, o Parque Machia e o Parque Nacional Isiboro Secure.

Museu Convento Santa Teresa

Esse é um dos edifícios mais antigos de Cochabamba e foi construído em 1760, sendo que foi deixada inacabada e retomada apenas 40 anos mais tarde. Isso resultou em uma construção bastante peculiar, uma dentro da outra e com diferentes estilos. O lugar é considerado uma verdadeira relíquia colonial, com características de riqueza dentro de seus ambientes. Existem diversas imagens espalhadas e pinturas, sendo que na época, o Convento recebeu mulheres de famílias ricas da cidade que decidiram dedicar a vida a Deus. Atualmente, ele representa um dos maiores redutos da Igreja Católica, com ambientes rústicos e a presença de freiras que rezam em silêncio. Todo esse conjunto de fatores torna o local uma atração turística bastante peculiar.

Laguna Angostura

Por fim, esse é um lago artificial responsável por abastecer toda a região de Cochabamba, possuindo área de mais de 10 mil metros quadrados e capacidade de 75 milhões de metros cúbicos de água. Lá você pode realizar diversas atividades, como andar de pedalinho, tirolesas e fazer passeios de barco. Além disso, é um excelente passeio para saborear a culinária local, degustando peixes de excelente qualidade. Mas, outro ponto que chama atenção são os relevos no entorno, que são observados durante um passeio.

Então, agora que você sabe quais são os melhores passeios em Cochabamba, já pode organizar seu roteiro de viagem. Lembre-se de criar um bom planejamento para que possa conhecer tudo o que deseja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *